Unidades da Pró-Saúde arrecadam doações na campanha “Junho Solidário”

Ações envolveram doação de alimentos, kits de higiene, arrecadação de fundos e estímulo à doação de sangue, em unidades hospitalares e de ensino ligadas a entidade em todo o país

Os profissionais dos hospitais gerenciados pela Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de gestão hospitalar, realizaram um grande gesto de solidariedade, ao arrecadarem, ao longo do mês de junho, alimentos, kits de higiene, máscara e peças de roupas e sapatos. Os itens foram distribuídos para famílias em situação de vulnerabilidade social em diversos estados do país.

A ação fez parte da campanha institucional “Junho Solidário”, no projeto “Ação do bem”. A iniciativa aconteceu simultaneamente no Hospital Regional Público do Sudeste do Pará, em Marabá; Hospital Materno-Infantil, em Barcarena; Hospital Yutaka Takeda, em Parauapebas; Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua; Hospital 5 de Outubro, em Canaã dos Carajás, todos no estado do Pará, e o Hospital São Luiz, em Cáceres (MT).

No total, foram arrecadados 390 kits de higiene pessoal, 200 sabonetes em barra, 243 cestas básicas, 118 máscaras e mais de 230 peças de roupas e calçados. Famílias em situação de vulnerabilidade social do entorno dos hospitais foram beneficiadas com as doações, bem como pacientes e acompanhantes mapeados pelos colaboradores nas unidades.

Para a gerente de Filantropia da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, Regina Victorino, a ação é uma iniciativa que une as unidades da Pró-Saúde em um único propósito, o da solidariedade em prol do outro. “Os colaboradores da Pró-Saúde se engajam e demostram sua solidariedade. A entidade está sempre atenta as necessidades das comunidades onde atua, principalmente nesse momento de tantas fragilidades”, ressalta Regina.

Doação de Sangue

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus e o isolamento social necessário para combater a propagação da doença, houve impacto também nas doações de sangue que, de acordo com a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (HEMOPA), responsável em fornecer bolsas de sangue para as unidades da rede estadual de saúde do Pará, caíram drasticamente nos últimos meses, colocando em risco a continuidade dos atendimentos de saúde.

Atentos a esta situação, e visando a manutenção da assistência aos pacientes, os hospitais públicos gerenciados pela Pró-Saúde no Pará também se uniram para iniciar uma campanha de estímulo à doação de sangue.

Como parte da campanha “Diga Sim para quem precisa”, o Hospital Público Estadual Galileu e Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, ambos em Belém, realizaram ações de conscientização sobre a importância da doação de sangue entre seus usuários e colaboradores, com a realização de caravanas até os locais de coleta.

Entrega de cestas básicas

Como parte da campanha “Ação do bem”, também está arrecadando recursos que serão usados na compra de alimentos e produtos de higiene para atender as famílias de crianças atendidas nos quatro Centros de Educação Infantil (CEIs) Jardim Eliane, Santa Rita, São Jorge e Lageado, gerenciados pela instituição na zona Leste da capital paulista.

Devido a pandemia, os pais e responsáveis pelas crianças compartilharam muitas dificuldades e também a preocupação em manter o isolamento para proteger a saúde das crianças e suas famílias.

Para atenuar essa situação, a Pró-Saúde já realizou a entrega de 326 cestas básicas, e a expectativa é conseguir atender todas as famílias das mais de 750 crianças atendidas nos CEIs.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.