Oncológico é destaque em saúde pública em premiação em Recife (PE)

Por sua atuação reconhecida no atendimento humanizado, seguro e de qualidade prestado a crianças e jovens que procuram tratamento contra o câncer no norte do País, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, de Belém (PA), foi um dos destaques no 2º prêmio ”Líderes da Saúde Norte e Nordeste”, nesta quinta-feira, 17/8, em Recife (PE), em cerimônia realizada durante a Feira HospitalMED, no Centro de Convenções de Pernambuco.

O Hospital Oncológico foi premiado na categoria ”Saúde Pública”. A instituição, que atende cerca de 700 crianças e adolescentes de zero a 19 anos – 75% delas oriundas de famílias do interior o Pará e também de localidades de outros estados vizinhos -, é gerida pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Para o diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, Paulo Czrnhak, a premiação é o reconhecimento dos esforços para uma saúde pública eficiente. “Temos atuado em prol das famílias no Oncológico, afinal, acreditamos que o tratamento deve envolver a todos e não apenas o paciente. Para nós, a saúde é feita com amor, e esse é o melhor tratamento”, destacou o diretor.

O ”Líderes da Saúde Norte e Nordeste” reconhece os maiores destaques do último ano no setor de saúde, entre personalidades e instituições de saúde pública e privada, além de cases de sucesso e marcas mais lembradas. Cada categoria traz três eleitos homenageados – sem ordenamento de ranking. A premiação é realizada pelo Grupo Mídia, responsável pela publicação da revista Healthcare Management. A lista oficial dos ganhadores será divulgada na edição 50ª da publicação.

Este ano, a nova edição do prêmio também traz como destaques outros dois hospitais geridos pela Pró-Saúde: o Hospital Estadual Público Galileu (HPEG), em Belém, e o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, no Oeste do Estado, foram premiados como ”Líderes da Saúde Norte Nordeste” em 2017 na categoria ”Sustentabilidade”.

Com 9.503 metros quadrados de área construída, em prédio de sete andares instalado no bairro de São Brás, atualmente, o Hospital Oncológico Infantil possui 89 leitos de internação, sendo dez deles destinados à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além de Centro Cirúrgico equipado para procedimentos de baixa, média e alta complexidades.

O hospital soma hoje 620 colaboradores, incluindo 103 médicos e 18 prestadores de serviços. O índice geral de satisfação dos pacientes e acompanhantes que passam pelo hospital, mensurado pelo Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) do próprio Oncológico, é de 97%.

A diretora-geral do Hospital Oncológico Infantil, Alba Muniz, avalia a premiação. “Chegamos a isso com muito planejamento, não é por acaso. Sempre trabalhamos sabendo onde queríamos chegar, sempre procuramos ser um hospital tecnicamente muito bom e de atendimento humanizado, e trabalhamos arduamente com as equipes para construir essa evolução, nos associando às melhores pessoas e melhores serviços, para trazer essa primazia técnica e o que há de mais novo para cá”, diz Alba Muniz.

A diretora ressalta que metas de excelência técnica, de gestão e voltadas à humanização estão desde o início contempladas pelo planejamento estratégico do hospital, que inclui mais de mil ações. “Sendo assim, podemos dizer que essa liderança técnica e em gestão na área de oncopediatria alcançada no Norte e Nordeste foi planejada para acontecer até 2018. Agora, mesmo após esse reconhecimento, temos ainda muito mais a realizar até lá, em outros aspectos relacionados a essa área de atuação. Há muito ainda a se alcançar. Essa premiação foi só o primeiro passo”.


Marco na luta contra o câncer

Inaugurado em outubro de 2015, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo é uma unidade de atendimento público 100% vinculada ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os recursos necessários para a manutenção da unidade vêm do Governo do Estado do Pará, que arca com 85% dos seus custos, e do Governo Federal, que repassa os 15% dos recursos restantes.

Primeiro hospital na região Norte dedicado ao câncer na infância e na juventude, em abril de 2017 o Hospital Oncológico Infantil foi habilitado pelo Ministério da Saúde (MS) como a mais nova Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) da região amazônica, com atuação dedicada à oncologia pediátrica.

Em junho deste mesmo ano, também foi certificado como ”Hospital Acreditado – ONA 1” pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), a maior referência em certificação de qualidade de atendimento entre hospitais brasileiros. O Oncológico Infantil também é signatário do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Pacto de Princípios de Empoderamento das Mulheres, uma iniciativa da ONU para promover a igualdade de gêneros e o empoderamento das mulheres.

Desde que foi inaugurado, o Oncológico Infantil quintuplicou a oferta de leitos para tratamento do câncer entre crianças e adolescentes no Pará. Desde sua abertura, em 2015, o Pará não tem mais filas de espera para atendimento ou internação para cuidados oncológicos de crianças e adolescentes entre 0 e 19 anos.

A demanda por esses cuidados especializados vem crescendo. Ao todo, 444 novos casos foram registrados pelo serviço de atendimento do hospital, entre janeiro de 2016 a agosto de 2017. A cada mês, o hospital realiza, em média, 684 consultas ambulatoriais, 2.716 sessões de quimioterapia, 76 cirurgias e 12.165 exames de análises clínicas, além de 145 internações.

Referências para o setor

Nacionalmente, o prêmio “Líderes da Saúde” acontece desde 2013 e homenageia empresas, indústrias, operadoras, instituições de saúde e outros destaques no setor nacional. A escolha dos ganhadores é feita pelo conselho editorial da revista Healthcare Management, baseada em votação no site healthcaremanagement.com.br e também por análises de mercado. O prêmio nacional soma 23 categorias, com três homenageados em cada uma. O evento é realizado todo ano na cidade de São Paulo.

O Grupo Mídia realizou o primeiro prêmio Líderes da Saúde Norte e Nordeste na feira Hospitalmed, em Recife (PE), em agosto do ano passado. A primeira edição do prêmio homenageou cases de sucesso em investimento, qualidade e segurança e sustentabilidade, além de marcas mais lembradas na indústria, prestação de serviços e saúde suplementar, bem como destaques entre instituições setoriais, hospitais privados e instituições de saúde pública, além de personalidades que merecem menções por avanços em gestão em saúde, em negócios e por serem referências para o setor.

No ano passado, a gestão de Pró-Saúde já tinha alcançado destaque entre instituições do ano, na categoria Saúde Pública, com a premiação do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), de Santarém, no Oeste do Pará.