Prevenção de acidentes mobiliza funcionários no Hospital Oncológico Infantil

Estudos realizados pela Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho apontam que a taxa de acidentes de trabalho nas áreas de saúde é 34% maior que em outros setores. Para não fazer parte dessas estatísticas, ao longo do ano, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém (PA), desenvolve estratégias para a promoção de um ambiente de trabalho cada vez mais seguro para funcionários e usuários.

Durante o mês de abril, a estratégia utilizada foi a sensibilização dos colaboradores sobre o autocuidado e o ato inseguro – situação em que o próprio empregado se coloca em risco. “Muitos acidentes começam nesse momento e com esse tipo de atitude, seja dentro ou fora de um hospital. Aqui os profissionais estão constantemente expostos a agentes químicos, biológicos e materiais perfurocortantes, uma das formas de prevenção é com o uso correto do equipamento de proteção individual – o EPI”, explica Janaina Leal, engenheira de segurança do trabalho no Hospital.

Os ciclos de palestras, oficinas e atividades de lazer fizeram parte da 3° Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho – SIPAT. Realizada entre os dias 8 e 12 de abril com o tema “Vamos nos equipar, saúde em primeiro lugar”, o evento organizado pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes abordou também temas como saúde mental, alimentação e transformou os debates sobre segurança do trabalho em atividades lúdicas e até em uma paródia em cima da música ‘Jenifer’, do cantor Gabriel Diniz.

Para a psicóloga organizacional Camyla Moreira, que atua Núcleo de Gestão de Pessoas do Hospital, além da música, as discussões em torno dos temas vão ajudar os profissionais que atuam na Unidade a lembrar de se proteger no dia a dia. “Os encontros, as gincanas, as palestras informativas, os shows musicais e a paródia deixaram a SIPAT ainda mais dinâmica. Foram momentos de instrução sobre prevenção de acidentes e cuidados, mas também de descontração em meio a rotina de trabalho nos diferentes turnos”, destacou Camyla.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma das maiores entidades de gestão de serviços de saúde e administração hospitalar do País. Fundada em 1967, como Associação Monlevade de Serviços Sociais, em João Monlevade (MG), a Pró-Saúde é uma entidade sem fins lucrativos. Tem sob sua responsabilidade 2.068 leitos e o trabalho de cerca de 16 mil profissionais, sendo 2,9 mil médicos, além de reunir um dos maiores quadros de administradores hospitalares do Brasil, contribuindo para a humanização do atendimento hospitalar, em especial do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com excelência técnica e credibilidade nacional, é uma entidade filantrópica qualificada como Organização Social de Saúde (OSS) e oferece uma gama de serviços em benefício da vida. A atuação na área de administração hospitalar tornou a entidade amplamente reconhecida no setor, permitindo que a Pró-Saúde ofereça a mesma qualidade em assessoria e consultoria, planejamento estratégico, capacitação profissional, diagnósticos hospitalares e de saúde pública, gestão de serviços de ensino e muitos outros. A entidade faz a gestão de quatro Centros de Educação Infantil, em São Paulo, cidade em que também fica localizada a sua Sede Administrativa.