Arraial junino leva alegria para crianças em tratamento no Hospital Oncológico Infantil

Ao som das batidas regionais da marujada e do carimbó, as crianças em tratamento contra o câncer no Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, particparam de uma das principais manifestações culturais do estado, nesta segunda-feira, com a transformação dos corredores do hospital em um novo percurso para a passagem do tradicional cortejo do Instituto Arraial do Pavulagem.

A passagem do Arrastão do Pavulagem abriu, pelo terceiro ano consecutivo, os festejos juninos para as crianças em tratamento no Hospital Oncológico Infantil. Neste ano, além de promover a cultura regional, o arraial também trouxe as tradicionais quadrilhas com concurso de fantasias e brincadeiras típicas, como explica Tirza Ferreira, supervisora de Humanização no Hospital.

“É importante darmos aos nossos usuários e acompanhantes a oportunidade de celebrar datas comemorativas, principalmente aquelas que tem um apelo cultural. Para algumas delas, é o primeiro contato com esse movimento cultural que é o Arrastão do Pavulagem”, destacou Tirza.

Foi o que aconteceu com o jovem Nilson Sena, de 13 anos. Em tratamento contra um linfoma descoberto há pouco mais de um ano, ele nunca tinha encontrado o boi do Pavulagem. “Foi a primeira vez que vi o boi. Gostei muito de festa”, contou o adolescente natural do município de Chaves, na Ilha de Marajó (PA) que, mesmo sem estar internado ou ter consulta marcada fez questão de participar da festa junto com a mãe, Célia Moraes.

Durante a tarde, depois da passagem do arrastão e a despedida do boi Pavulagem, a diversão para as crianças ficou por conta do desfile do concurso de fantasias juninas e da quadrilha no turno da noite. Os títulos de misses Caipira, Simpatia e Patchouli foram entregues às funcionárias do Hospital, e de o miss Boneca ficou com a pequena Rebeca Vitória Teixeira, de 3 anos, que veio fantasiada pela mãe Révelly Teixeira. “Sempre que o hospital organiza esses eventos, faço questão de trazer a Rebeca para participar, mesmo que estejamos internadas. O importante é que ela viva tudo isso”, conta a mãe.

Sobre o Hospital Oncológico Infantil

Administrado pela Pró-Saúde por meio de contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo é uma unidade pública de saúde referência para diagnóstico e tratamento especializado do câncer infantojuvenil. Inaugurado em 2015, o Hospital é o maior do país com atendimento público exclusivo para a oncologia pediátrica, com 89 leitos de internação, sendo 10 destinados à Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em três anos foram mais de 800 mil atendimentos realizados, entre eles 87.384 sessões de quimioterapia e 41.049 consultas, com um índice de aprovação atual de 98% dos usuários.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.