Paciente celebra noivado no Hospital Oncológico Infantil e emociona funcionários

Em uma cerimônia marcada pelo desejo de eternizar o amor e de transformá-lo em inspiração para quem enfrenta um tratamento contra um câncer, funcionários e voluntários do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, atenderam a um pedido especial nesta sexta-feira (20), transformaram a brinquedoteca onde um dos pacientes conheceu a namorada em palco para uma celebração de noivado.

Matheus Felipe dos Santos e Izabelli Amorim têm 21 anos, e os primeiros contatos que tiveram foi durante o período em que estiveram internados no Hospital Oncológico Infantil, ainda em 2015, quando a unidade do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, era inaugurada e assumia o papel de ser a referência para o tratamento de crianças e adolescentes com câncer, tendo como primeiros pacientes os que estavam internados Hospital Ophir Loyola.

Foram só dois encontros até Izabelli receber alta hospitalar em 2016. O reencontro veio tempos depois pelas redes sociais. Hoje, depois de dois anos e nove meses de união e diante das incertezas que acompanham o tratamento do câncer, o casal resolveu acreditar no sentimento, sem pensar muito em tempo. “Aprendemos a ter paciência com tudo em nossas vidas e esse momento marca tudo que vivemos até aqui, que é o mais importante para nós”, conta a noiva.

Nas poucas palavras que conseguiu falar além do recíproco ‘sim’ para a noiva, Matheus agradeceu aos muitos funcionários que o acompanham desde o início, com palavras de carinho e inspiração. “Quanto mais pessoas puderem falar sobre esse momento, vai ser melhor porque a mensagem que queremos levar é de amor”, destacou o jovem.

Mylene Negrão é uma das médicas do Hospital que acompanha Matheus. Ela falou sobre como a realização da cerimônia de noivado e de outras ações de humanização do atendimento podem influenciar no tratamento e no dia a dia da unidade. “Quando a gente mobiliza pacientes e familiares em momentos como esse que envolvam fé, esperança e cuidados que vão além dos aspectos clínicos, há também um esforço de todas as equipes do hospital para valorizar a cultura dos pacientes e dar a eles a possibilidade de experimentar, realizar os próprios desejos enquanto estiver no tratamento”, conta a médica.

Setembro Dourado

Com mais de 1.100 novos casos registrados em quase quatro anos de funcionamento, o Hospital Oncológico Infantil é a referência para cidades do estado do Pará e do Amapá no atendimento especializado de crianças e adolescentes com câncer.

Durante o mês de setembro, profissionais da unidade foram às ruas, praças, escolas públicas e privadas, faculdades, empresas e falaram para alertar mais de 2 mil pessoas sobre o câncer infantojuvenil e a importância do diagnóstico precoce para aumentar as chances de cura em um tratamento.

As ações fizeram parte da campanha ‘Setembro Dourado’, que é organizada pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc) e reúne outros importantes hospitais do país nos debates sobre o tema para a comunidade.

Sobre o Hospital

Referência para o diagnóstico e tratamento especializado do câncer infantojuvenil no Pará, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo é uma unidade do Governo do Estado, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

Atualmente, cerca de 900 crianças e adolescentes de municípios do Pará e de estados vizinhos, como o Amapá, estão em tratamento na unidade. Em 2019, a unidade já ultrapassou os 200 mil atendimentos, entre eles: 52.269 no serviço multiprofissional (Psicologia, Fonoaudiologia, Serviço Social, Fisioterapia e Terapia Ocupacional), 123.135 exames, 20.153 sessões de quimioterapia, 13.216 consultas, com índice de aprovação atual de 97% dos usuários.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.
A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.