Crianças de escola de ensino fundamental escrevem cartas para os pacientes do Oncológico Infantil

O Dia das Crianças foi ainda mais especial para os pacientes do Hospital Oncológico Infantil, em Belém, unidade do Governo do Estado do Pará, gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. Os pacientes receberam cartas escritas e desenhadas por alunos da Escola de Ensino Infantil e Fundamental Aquarela, do bairro Icuí, em Ananindeua.

As cartaz foram produzidas na mesma semana de entrega aos pacientes e fez parte da programação especial desenvolvida pelo Hospital em homenagem as crianças, comemorado neste sábado (12).

“Apresentamos o projeto para as crianças e os seus responsáveis. Todos ficaram muito empolgados, queriam saber quem receberia as cartas. Foi aí que falamos sobre o hospital, sobre o câncer infantil e que o encontro não seria possível. Elas entenderam e escreveram palavras de força, fé e esperança para cada paciente”, explicou a professora da escola Aquarela, Keila Brandão.

Há quase dois meses longe de casa, no município de Viseu, no nordeste paraense, Denise Ramos vem acompanhando o filho Mateus Wellington, de 10 anos, nas internações necessárias para o tratamento. Depois de ler a carta escolhida, ela falou sobre a importância do carinho recebido. “Ações como essa são muito importantes. Tiram a gente da rotina e mostram que outras pessoas, mesmo de longe e sem nem saber quem somos, estão torcendo por nós”, contou Denise.

Para Tirza Ferreira, supervisora de Humanização do Oncológico Infantil, a ação reforça a importância da realização de atividades e da celebração de datas simbólicas para as crianças em tratamento. “Todo os anos, as crianças esperam algo de diferente em datas como essa. Nossos pacientes estão internados, longe de casa e do restante da família, então o Hospital assume essa missão de fazer com que o Dia das Crianças seja especial e inesquecível”, ressaltou.

Sobre o Oncológico Infantil

Referência para o diagnóstico e tratamento especializado do câncer infantojuvenil no Pará, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo é uma unidade do Governo do Estado, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

Atualmente, cerca de 900 crianças e adolescentes de municípios do Pará e de estados vizinhos, como o Amapá, estão em tratamento na unidade. Em quatro anos de funcionamento, a Unidade realizou mais 1 milhão de atendimentos, entre eles 110 mil sessões de quimioterapias, 56.049 consultas, 5.533 internações e 651 mil exames, com um índice de aprovação atual de 97%.