Primeira-dama e Papai Noel entregam presentes para crianças que lutam contra o câncer

As crianças que fazem tratamento contra o câncer no Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, receberam visitas especiais nesta quarta-feira (18): a primeira-dama do Pará, Daniela Barbalho, acompanhada do Papai Noel, entregaram presentes antecipando o Natal dos pacientes internados na unidade do Governo do Estado e gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

A visita fez parte de uma ação da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), que distribuiu mais de 270 brinquedos para crianças em tratamento em hospitais do Pará. Um dos pacientes presenteados foi o jovem João Pedro, de 16 anos, mas a alegria maior foi da mãe, dona Edleuza de Holanda, que há um mês acompanha o filho em tratamento contra uma leucemia. “É com muito carinho e gratidão que agradeço em nome do meu filho por essa visita. Foi um momento mágico para meu o filho que é autista e reagiu bem ao momento. Então, só dele conseguir participar de todo o evento e interagir com o Papai Noel, já foi uma conquista”, conta dona Edleuza.

Durante a visita, além da entrega de brinquedos, a primeira-dama deixou uma mensagem de conforto para as famílias das crianças que fazem tratamento no Hospital que atende, exclusivamente, pelo Sistema Único de Saúde e, há quatro anos, é a referência para o tratamento de crianças e adolescentes com câncer no Pará e Região Norte do Brasil.

“Nesse momento de final de ano, sabemos que muitos queriam estar em casa. É um hospital que recebe gente de todo o Pará e até de outros estados. São famílias que abriram mão de muitos sonhos para cuidar dos filhos em um tratamento longo, que requer cuidados, privações e que são acompanhadas pela melhor equipe e o melhor corpo médico. A gente vê isso no amor e o carinho de cada enfermeiro, técnico e direção”, ressaltou a primeira-dama.

Para diretora Hospitalar do Oncológico Infantil, Alba Muniz, a visita da primeira-dama acompanhada do Papai Noel e de toda a comitiva da Seplad, em uma ação de entrega de presentes para as crianças em tratamento, resgata valores importantes do ser humano que fortalecem a luta contra o câncer infantil.

“Estamos em um hospital que é sinônimo de esperança, solidariedade e generosidade. As visitas recebidas hoje fortalecem esses sentimentos e mostram, também, a importância do envolvimento da sociedade nesta causa tão importante que é a oncologia pediátrica”, destacou Muniz.

Sobre o Oncológico Infantil

Referência para o diagnóstico e tratamento especializado de crianças e adolescentes com câncer, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo é unidade pública de saúde pertencente ao Governo do Estado do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

Atualmente, cerca de 950 crianças e adolescentes de municípios do Pará e de estados vizinhos, como o Amapá, estão em tratamento na unidade. Em quatro anos, a Unidade realizou mais 1 milhão de atendimentos, entre eles 110 mil sessões de quimioterapias, 56.049 consultas, 651 mil exames e 5.533 internações, com um índice de aprovação atual de 98%.
Em 2019, Hospital Oncológico Infantil se tornou o primeiro na rede pública de saúde do país, com atendimento dedicado oncologia pediátrica, a conquistar o Selo ONA 3 – Acreditado com Excelência. Concedido pela Organização Nacional de Acreditação, uma das mais respeitadas entidades avaliadoras dos serviços de saúde do país, o Selo é um reconhecimento ao padrão de qualidade e segurança em saúde da unidade.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 22 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.