Oncológico Infantil destaca papel do farmacêutico no tratamento de câncer infantojuvenil

Unidade participa da 2ª Semana de Semana de Farmácia Hospitalar, evento realizado em todas unidades gerenciadas pela Pró-Saúde no país

Antes de chegarem às crianças e adolescentes em tratamento contra o câncer no Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, as mais de 30 mil sessões de quimioterapias realizadas pela unidade em 2019, em algum momento, tiveram que passar pelas mãos de um dos quase 50 profissionais da equipe de Farmácia do Hospital, que é referência em oncologia pediátrica na Região Norte.

Nesta semana, em comemoração ao Dia do Farmacêutico (20), o trabalho desses profissionais e as atividades desenvolvidas diariamente na unidade, foram o foco da 2ª Semana de Semana de Farmácia Hospitalar, evento realizado em todas unidades gerenciadas pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. O tema deste ano é “Entrega de valor da farmácia clínica para a sociedade”.

Em uma das atividades de abertura do evento no Oncológico Infantil, o papel do farmacêutico na rotina assistencial da unidade foi apresentado em quatro perspectivas diferentes: do próprio farmacêutico, do enfermeiro, do médico e das experiências do paciente nesse processo.

Para a diretora Clínica da unidade, Patrícia Carvalho, o farmacêutico é um profissional essencial para a entrega de uma assistência segura aos pacientes. “O farmacêutico faz parte de todo o processo de cuidado dos pacientes e, com base nas análises de prescrição, conciliação medicamentosa e estudos farmacoenômicos, estes profissionais trazem importantes orientações para tomada de decisões relacionadas ao tratamento”, ressaltou a diretora.

Para Daisy Nascimento, coordenadora de Farmácia no Oncológico Infantil, a programação valoriza e reforça o objetivo da unidade de ampliar os cuidados farmacêuticos para além do ambiente hospitalar. “Temos como missão a educação permanente dos nossos usuários e acompanhantes. Essa foi mais uma oportunidade de fortalecermos esse trabalho, orientando sobre armazenamento correto e descarte adequado de medicamentos, esclarecendo dúvidas que eles não tiraram enquanto estavam internados ou no momento da alta, em função da quantidade de informações que recebem”, explicou Daisy.

Orientações

Além da valorização profissional, a programação também foi direcionada para a sensibilização dos usuários e acompanhantes sobre a importância da adesão ao tratamento. Para isso, a equipe de Farmácia do hospital visitou todos os pacientes internados e foi até duas casas de apoio e acolhimento das crianças em tratamento.

Isany Gomes é tia do pequeno Deymisson, e uma das responsáveis por acompanhar o garoto de 7 anos, em tratamento há apenas dois meses contra uma leucemia. Ao receber a visita e as orientações da farmacêutica Taiana Carvalheiro, ela aproveitou para tirar dúvidas em relação aos cuidados no retorno para a casa.

“Gostei muito da visita porque, além de educativa, pude tirar as minhas dúvidas que são diferentes das dúvidas que a mãe e o tio dele podem ter. Os dois também ficam com o Deymisson no Hospital e assim que fizermos a troca de acompanhante, ou voltarmos para casa, vou repassar todas essas orientações para eles e também para o restante da família”, conta Isany.

Sobre o Hospital

Unidade pública de saúde pertencente ao Governo do Estado do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, o Oncológico Infantil é referência para o diagnóstico e tratamento especializado de crianças e adolescentes com câncer na região Norte.

Atualmente, cerca de 900 crianças e adolescentes de municípios do Pará e de estados vizinhos, como o Amapá, estão em tratamento no Hospital que completou 4 anos em 2019, superando a marca de mais 1 milhão de atendimentos. Entre eles, 110 mil sessões de quimioterapias, 56.049 consultas, 651 mil exames e 5.533 internações, com um índice de aprovação atual de 98%.

Ainda em 2019, o Hospital se tornou a primeira unidade na rede pública do país, com atendimento em oncologia pediátrica, a conquistar a certificação ONA 3 – Acreditado com Excelência. Esse é o maior nível de reconhecimento concedido pela Organização Nacional de Acreditação, entidade respeitada e com atuação nacional responsável pela avaliação dos serviços de saúde do País, destacando os melhores resultados de gestão, qualidade e segurança voltados ao paciente.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 22 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.