Pró-Saúde lança cartilha de Boas Práticas contra o assédio

Material aborda temas importantes relacionados à assédio moral e sexual; objetivo é conscientizar seus 16 mil colaboradores e stakeholders em todo o Brasil

A Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de gestão de serviços hospitalares no país, lançou na última sexta-feira (31/1), sua cartilha de Boas Práticas, com orientações sobre como se prevenir e o que fazer em situações de assédio moral e sexual.

O material é educativo e reúne informações sobre o tema, visando a prevenção de práticas abusivas no ambiente de trabalho, e reforçando pontos do Código de Ética e de Conduta da entidade. Utilizando uma linguagem simples e circunstâncias cotidianas, o conteúdo exemplifica situações que podem, ou não, resultar em assédio moral ou sexual.

O conteúdo traz orientações importantes como, por exemplo, a diferença entre discriminação e preconceito, fatores que caracterizam o assédio moral e as consequências no ambiente de trabalho. Aborda, ainda, questões como importunação sexual, requisitos para configuração de assédio sexual e informações relacionadas à legislação vigente sobre o tema.

Além dos efeitos psicofísicos nas vítimas, atitudes de assédio trazem consequências também para a empresa, por conta do afastamento do funcionário, alta rotatividade da mão-de-obra e queda na produtividade.

A medida integra um conjunto de ações para o fortalecimento dos valores de Integridade e Governança Corporativa que norteiam a instituição — com presença em 12 Estados e atuação na área de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de meio século.

A cartilha está disponível na área de Integridade do nosso site, em tempo integral e com acesso por meio de qualquer dispositivo conectado à internet, para os colaboradores da Pró-Saúde e público geral.

Também serão realizadas palestras presenciais nas unidades gerenciadas pela entidade, para apresentação do material e conscientização sobre o tema, garantido o acesso para todos os níveis de profissionais, administrativos e assistenciais.